visioncardbrasil

4 principais riscos industriais aos quais os trabalhadores estão expostos!

O local de trabalho pode causar grandes prejuízos aos trabalhadores, principalmente quando não existem formas de prevenção ou neutralização de agentes nocivos. Os riscos industriais, por exemplo, são cada vez mais comuns, já que as indústrias transportam e armazenam diferentes agentes nocivos em seus processos.

É possível prevenir esses acidentes por meio do uso correto dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Assim, conscientizar os colaboradores em relação a isso é fundamental nesse ambiente de trabalho.

Se você quer conhecer os principais riscos industriais e saber como evitá-los, continue a leitura deste post!

1. Choques elétricos

Os choques elétricos estão entre os principais riscos industriais aos quais os trabalhadores estão expostos. Existem vários motivos para isso, mas a qualidade das instalações elétricas é um dos grandes problemas.

É cada vez mais comum se deparar com uma instalação feita de maneira precária, sem os cuidados necessários para evitar o choque. Quando os operadores realizam os reparos ou fazem a manutenção de um equipamento industrial, pode haver um risco iminente.

Para evitar o problema, é essencial bloquear e desligar o disjuntor/a chave geral antes de executar os reparos ou a manutenção.

2. Exposição aos gases ou vapores

Existem diversos locais de trabalho na indústria em que há riscos de vazamento de gases ou vapores. Como consequência, há chances de explosões e incêndios. As plataformas de petróleo são exemplos disso. Nesses ambientes, a manipulação de gás inflamável é importante para a realização de processos de refinamento.

Os acidentes provocados por esses produtos químicos podem ser evitados a partir de alguns cuidados, como:

  • uso de EPI;
  • cuidados no transporte e no armazenamento dos produtos químicos;
  • prevenção e avaliação de riscos.

3. Esmagamento de mãos

Quando os trabalhadores posicionam as mãos em uma área de risco durante a operação de máquinas, seja por desatenção do funcionário, seja por falta de sinalização, pode ocorrer o esmagamento desses membros — o que, muitas vezes, culmina em amputação.

Para evitar esse acidente grave, é fundamental que haja a instalação de um comando bimanual no acionamento das máquinas — uma alternativa que obriga os trabalhadores a manterem suas mãos posicionadas em um lugar seguro durante a operação do aparelho.

4. Falta de oxigênio

Espaços confinados são comuns na área industrial e apresentam algumas características:

  • baixa luminosidade;
  • grande concentração de gases tóxicos;
  • poucas rotas de saída e entrada;
  • pouca mobilidade física;
  • baixa concentração de oxigênio.

Tudo isso merece bastante atenção, mas a falta de oxigênio, somada à presença de gases tóxicos, é algo muito preocupante. Esse problema é bem comum em indústrias que trabalham com o tratamento de metais e a fabricação de plásticos e ácidos. Nesses locais, é essencial propiciar um ambiente adequado para evitar acidentes.

Agora que você já conhece os principais riscos industriais aos quais os colaboradores estão expostos, saiba que é fundamental adotar meios para prevenir esses problemas. Aposte na tecnologia, faça a manutenções nas máquinas regularmente e lembre-se de incentivar o trabalhador a usar o EPI de maneira constante e adequada.

Gostou do nosso conteúdo e quer complementar a sua leitura? Então, conheça 4 dicas para conscientizar os colaboradores quanto ao uso de EPI!

Solicite Sua Cotação